was successfully added to your cart.

Monumento ao Laçador - Olha de Novo

O planeta é dos macacos…

E se o Laçador fosse apenas uma carcaça de pedra escondendo a verdade?

Esta cena surgiu justamente na busca de ressignificar o símbolo do gaúcho retratado no Monumento ao Laçador.

Nesta inversão filosófica de papéis como cerne, a estética da cena foi naturalmente se desenvolvendo durante o processo criativo.

Após definidos todos os elementos da composição, tivemos, eu e o fotógrafo Gerson Turelly, que fazer a captação das imagens. Foram dois dias de fotos.

No primeiro fomos bem cedo ao Monumento ao Laçador para fazermos os clics do plano de fundo, da estátua e dos homens da cena.

Preciso dizer que este é um trabalho autoral, sem verba, sem figurantes, mas uma certa criatividade para solucionar problemas como o de fotografar vários homens diferentes tendo apenas um. Para isso levei diversas mudas de roupas, sapatos e fotografei em várias posições diferentes.

O fato de minha cabeça virar fumaça, facilitou o processo.

Laçador - Fotos: Gerson Turelly - Olha de Novo

Laçador – Fotos: Gerson Turelly – Olha de Novo

Alguns dias depois havia visitado com meu pai o sítio de meu tio avô, muito querido pelos gaúchos, por sinal, o cantor e compositor tradicionalista Telmo de Lima Freitas.

Durante a noite tomamos um delicioso café no forno a lenha, comentei do projeto pra ele e disse precisar fazer algumas fotos de bichos. Ele respondeu que era só combinar com o seu capataz. Foi o que fizemos.

7h30 da manhã na mesma semana estávamos lá, eu e o fotógrafo, para clicar ovelhas, bois, vacas, cabritos, tudo que um Laçador é capaz de laçar. Tivemos algumas surpresas interessantes, como a carcaça de um boi tomada por corvos, que fugiram, claro.

Laçador - Fotos: Gerson Turelly - Olha de Novo

Laçador – Fotos: Gerson Turelly – Olha de Novo

Pós-produção

Durante esta fase iniciei a montagem da cena com as imagens em baixa. Após ela pronta, iniciei o processo de retoque e fusão dos elementos individuais. Depois fui acrescentando efeitos diversos como sangue e fumaça e integrando cada grupo de elementos na cena final.

Veja o vídeo por trás da cena do Monumento ao Laçador:

 

Salvar

Join the discussion 2 Comments

  • Marcio Pereira disse:

    Não achei a carcaça na composição, foi usada? Na minha perspectiva o gaúcho transformado em macaco sanguinário fala um pouco da selvageria no hábito de comer carne. A carcaça poderia reforçar essa mensagem.

    • admin disse:

      Oi Marcio,
      a carcaça está lá sim, talvez não tenha visto porque está bem no meio, acima, atrás da fumaça, realmente um pouco escondida. Gostei de sua interpretação e, talvez o Gorila seja a própria resposta ao homem e sua ganância e desrespeito a natureza.
      Seguimos…

Leave a Reply